Tecnologia vai agilizar despacho de bagagens

delta_wi_fi_divulgacao_delta-1556607

Os norte-americanos são rápidos para descobrir e adotar tecnologias que estimulem o autosserviço. Os quiosques para check-in e impressão do bilhete e do documento para fixar na mala com o destino já são lugar comum por lá. Agora, a companhia aérea Delta anunciou o uso da tecnologia de reconhecimento facial para o despacho de bagagens.

O start é no próximo trimestre, com a disponibilização, ainda em fase de testes, de quatro máquinas de autoatendimento no aeroporto internacional de Minneapolis – St. Paul. O investimento será de US$ 600 mil e permitirá aos clientes despachar suas próprias bagagens.

Uma máquina correlacionará o consumidor com as fotos nos passaportes por meio de verificação de identificação, algo inédito entre as companhias aéreas dos Estados Unidos. A introdução deste novo serviço faz parte da estratégia da companhia aérea de agilizar os processos nos aeroportos. A ideia é que aquela imagem da áreas do saguão lotadas fique cada vez mais no passado.

A Delta também trabalhou com a Transportation Security Administration para implementar as primeiras esteiras de triagem automatizadas no Aeroporto Internacional de Atlanta Hartsfield – Jackson (EUA). No ano passado, introduziu a tecnologia de rastreamento de bagagem por radiofrequência (RFID), oferecendo aos clientes em tempo real da bagagem por toda a experiência de viagem.

Para acelerar a inovação, a empresa está investindo no Engage, um programa de aceleração de empresas com tecnologias emergentes baseado em Atlanta (EUA). Também participam da iniciativa o Instituto de Tecnologia da Geórgia e os CEOs da AT&T, Chick-fil-A, Cox Enterprises, Georgia Pacific, Georgia Power, Intercontinental Exchange (IC), Invesco Ltd., The Home Depot e UPS. O objetivo é oferecer mentoria, educação e oportunidades de colaboração com as 10 empresas fundadoras para até 48 startups durante os próximos três anos. Cada empresa investiu US$ 1,5 milhão.

“Esse projeto oferecerá à Delta a possibilidade de construir relacionamentos com startups com grande potencial e desenvolver o ecossistema de inovação”, explica a gerente de comunicação corporativa para a América Latina e o Caribe da Delta, Sarah Lora.

Melhorar a qualidade da oferta dos serviços pela internet é sempre um ponto de atenção nos novos projetos. “Esse é um dos primeiros pontos de contato de nossos clientes ao planejar uma viagem. Portanto nos esforçamos para fornecer as mais modernas ferramentas tecnológicas para simplificar o processo para que nossos clientes possam desfrutar de todas as etapas da sua viagem”, comenta. Recentemente, a empresa renovou o seu site www.delta.com, com a proposta de facilitar a navegação e incluir novos serviços.

O mesmo esforço tem sido feito com a oferta de informações sobre destinos, taxas e check-in em dispositivos móveis. O aplicativo Fly Delta oferece diversos recursos, desde a escolha de um novo assento até o acompanhamento de bagagens. O app também fornece acesso a guias de destino, registros de voo, mapas de viagens interativos.

Sarah comenta que a participação no Engage foi algo natural, devido à forte parceria com as universidades com o The Hangar, o Centro Global de Inovação Delta. “A inovação é um pilar fundamental da nossa empresa. Queriamos envolver aqueles que tem uma paixão por empreendedorismo e obter suas ideias na resolução de problemas complexos com uma solução criativa”, conta.

 

Matéria Original: Jornal Cidades

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *