Tecnologia de rastreamento aumenta a produtividade de joalherias

fa-jewellery-26071

Cingapura – Os joalheiros estão aprovando a tecnologia que permite que seus funcionários sejam mais produtivos e reduzam os altos níveis de estresse causados pelo longo tempo que costumavam gastar para localizar itens perdidos de alto valor.

Cerca de 15 joalheiros locais estão usando a tecnologia RFID (Radio Frequency Identification), que reduz o tempo para rastrear e encontrar artigos perdidos ou roubados e também o tempo que os funcionários gastam para controlar o estoque.

Jan Ho, diretora executiva da Ngee Soon Jewellery, um dos primeiros adotantes da tecnologia, disse: “Hoje, leva menos de uma hora para localizar itens perdidos, em comparação com um dia inteiro antes do sistema RFID ser implementado.

“Os funcionários também estão menos preocupados com a localização de itens de jóias perdidas, que costumavam causar alto estresse. Isso libera mais tempo para o engajamento do cliente e a venda de produtos”.

A tecnologia usa tags com chips incorporados que podem ser detectados por um scanner. Ele vem com um programa de software que contabiliza a jóia, verificando os itens em relação ao número total abastecido pela loja. Com o sistema, é preciso apenas uma pessoa para realizar ações, um trabalho que costumava levar dois funcionários para fazê-lo à mão.

A tecnologia RFID tornou-se mais acessível nos últimos anos, com o preço de um sistema caindo até 80%, de mais de US $ 100.000 quando foi lançado pela primeira vez em 2004.

Isso torna a implementação desta tecnologia cada vez mais rentável para pequenas e médias empresas.

O primeiro ministro de Estado do Comércio e Indústria, Sim Ann, disse: “A implementação desta tecnologia pode ajudar as empresas a garantir o aumento geral da produtividade e melhorar o ambiente de trabalho para os funcionários”.

O Sr. Teo Kian Yeong, diretor-gerente da Boon Lay Gems, disse em mandarim: “Será muito útil cortar a quantidade de tempo desperdiçado – tínhamos que passar de três a quatro horas todos os dias apenas fazendo um balanço. Com a tecnologia RFID, isso pode ser eliminado “.

Lee Hwa diretor Ko Lee Meng disse que com a tecnologia, sua equipe “poderia ir para casa mais cedo”.

Matéria original: http: Straitstimes

Universidades da Índia usam sistema RFID para prevenir fraudes

doctor_3_0_0_0_0_9_1_0_1_1_0_0_0_0

Nova Délhi: Estudantes de universidades médicas não serão mais capazes de trabalhar em diferentes faculdades ao mesmo tempo. Em uma aplicação para prevenir “faculdades fantasmas” em universidades de medicina, o Conselho Médico da Índia (MCI) tornou obrigatório para faculdades a inclusão de um sistema RFID para identificar os estudantes.

O sistema incluirá foto do indivíduo, cursos reconhecidos, detalhes pessoais e impressões digitais. O banco de dados será então integrado aos cartões dos membros.

Em um comunicado recente, o MCI pediu a reitores e diretores de todas as universidades médicas a implantação do sistema. Interessantemente, o MCI iniciou seus projetos de RFID em 2009. Entretanto, o processo havia sido descontinuado.

Oficiais dizem que o novo método de vigilância é uma maneira de checar a prática duvidosa de recrutar “estudantes fantasmas” (que não existem fora do papel) durante a inspeção pelo MCI. “O sistema não permitirá que universidades públicas ou privadas se envolvam em práticas que não deveriam”, disse um oficial sênior.

Muitas faculdades, geralmente privadas, apelam para essa prática para conseguir aprovações do MCI por aumentarem o número de alunos.

“Muitas vezes elas são pegas e as propostas são rejeitadas. Mas às vezes elas conseguem a aprovação. Com o novo sistema implantado, esse problema deixará de existir,” disse o oficial.

Fonte: Deccan Chronicle (em inglês)

Mercado de RFID na China deverá dobrar em 2017

Guiado pelo foco governamental no conceito futurista de Internet das Coisas — integração entre conectividade e inteligência em objetos cotidianos — e pelo rápido crescimento no setor privado, o mercado de cartões RFID na China vai quase dobrar em valor e mais do que dobrar em quantidade em 2017, de acordo com a Lux Research.

O volume do mercado de RFID irá crescer de 894 milhões em 2012 para 2.11 bilhões de unidades, refletindo uma taxa de crescimento anual composto (CAGR) de 19%. Em termos de receita, o mercado crescerá de $454 milhões para $807 milhões, um CAGR de 12%.

“Até agora, aplicações do governo representam 22% do volume e 34% da receita, mas isso está prestes a mudar rapidamente”, disse Richard Jun Li, diretor da Lux Research e autor da matéria “Identificado Crescimento e Ameaças no Ecossistema RFID Emergente da China”.

“Com a ascensão de aplicações voltadas ao mercado, há a oportunidade das multinacionais balancearem o crescimento de RFID na China — velocidade e identificação das melhores parcerias locais serão críticas”, ele adendou.

Analistas da Lux Research estudaram o mercado de RFID chinês e a política governamental para avaliar prospectos de crescimento para a indústria. Entre suas descobertas:

>

  • Mercado de consumidores é o mais forte. Guiado principalmente pelo uso de tags RFID para medidas anti-falsificação, aplicações para consumidores irão crescer mais rapidamente em termos de volume — a um CAGR de 38% até 2017. Aplicações industriais crescerão a uma taxa de 25%, enquanto coleção de pedágio eletrônico será um subsetor de rápido crescimento;
  • Crescimento no mercado OEM local.  Esse aumento das distribuidoras de manufatura de equipamentos originais para cartões RFID está criando uma nova dinâmica industrial. Atualmente, as 15 maiores distribuidoras representam 57% do mercado chinês e estão tendendo a ganhos futuros;
  • Foco em um mercado UHF de constante crescimento. Empresas chinesas não possuem uma posição tão forte nos superiores chips UHF — o que irá crescer dramaticamente para se tornar um mercado de $236 milhões em 2017. Entretanto, o tempo está passando para distribuidoras multinacionais, com o governo chinês colocando recursos significativos para desenvolver chips UHF caseiros.
  • A

    matéria, chamada “Identificado Crescimento e Ameaças no Ecossistema RFID Emergente da China”, é parte do serviço da Lux Research China Innovation Intelligence.

    Fonte: EletroIQ (em inglês)

    zp8497586rq